A SÉRIE ORIGINAL NETFLIX ARMISTEAD MAUPIN’S TALES OF THE CITY ABORDA O VIBRANTE E DIVERSO MUNDO DA BARBARY LANE CONTEMPORÂNEA

A série conta com membros da comunidade LGBTQ, à frente e atrás das câmaras

  • O elenco de Armistead Maupin’s Tales of the City conta com nomes já conhecidos da série, incluindo Paul Gross (Rumo ao Sul, Alias Grace) numa reinterpretação do seu papel de Brian Hawkins, o ex-marido de Mary Ann Singleton (interpretada por Laura Linney) e pai de Shawna Hawkins (interpretada por Ellen Page), Murray Bartlett (Procurando) no papel do adorável Michael "Mouse" Tolliver, um residente de longa data em Barbary Lane e melhor amigo de Mary Ann e Charlie Barnett (Chicago Fire) no papel de Ben Marshall, o namorado de Mouse. A série conta ainda com os estreantes Josiah Victoria Garcia no papel de Jake Rodriguez, um residente recém-chegado a Barbary Lane, um homem transgénero e cuidador de Anna Madrigal (interpretada por Olympia Dukakis) e May Hong (High Maintenance) no papel de Margot Park, a namorada de longa data de Jake.
  • A lista dos veteranos da série inclui Jen Richards (Her Story, Mrs. Fletcher) no papel da jovem Anna Madrigal, Daniela Vega (Uma Mulher Fantástica) no papel de Ysela, uma mulher transexual com particular relevância na vida de Anna, Michelle Buteau (O Clube das Divorciadas) no papel de Wren, a melhor amiga sem rodeios de Brian, Ashley Park (Mean Girls da Broadway) e Christopher Larkin (The 100) nos papéis dos gémeos Ani e Raven, residentes recentes em Barbary Lane, Caldwell Tidicue, também conhecido como "Bob the Drag Queen" (RuPaul’s Drag Race) no papel de Ida Best, a gerente de um clube burlesco onde Shawna e Margot trabalham, Matthew Risch (Uma Família Muito Moderna, Procurando) no papel de Harrison, o ex-namorado de Mouse, Michael Park (Dear Evan Hansen) no papel de Robert, o marido de Mary Ann; Dickie Hearts (Grace and Frankie) no papel de Mateo, o empregado doméstico de DeDe, Benjamin Thys (The Meyerowitz Stories [New and Selected]) e Samantha Soule (Sem Deus) nos papéis de Eli e Inka, um casal gay casado e poliamoroso, e ainda Juan Castano (The OA, What/If) no papel de Flaco Ramirez, o colega de trabalho de Ben.
  • Atualmente em produção, a série dá protagonismo aos membros da comunidade LGBTQ à frente e atrás das câmaras. A diretora de produção/produtora executiva e argumentista Lauren Morelli (coprodutora executiva e argumentista de Orange Is the New Black) e o diretor de produção e produtor executivo Alan Poul (Tales of the City, Sete Palmos de Terra, The Newsroom), ambos membros da comunidade LGBTQ, reuniram uma equipa composta totalmente por argumentistas gays (Andy Parker, Patricia Resnick, Marcus Gardley, Jen Silverman, Hansol Jung e Thomas Page McBee) para criar personagens e histórias LGBTQ multigeracionais e realistas. Um conjunto de talentosos realizadores, também membros da comunidade LGBTQ, incluindo Silas Howard, Sydney Freeland, Stacie Passon e Kyle Patrick Alvarez, deu vida ao mundo vibrante, acolhedor e colorido de Barbary Lane. As pessoas transgénero envolvidas na produção desta série incluem Josiah Victoria Garcia* (artista transexual não binário que se define com pronomes de género neutro) no papel de Jake, Jen Richards, uma mulher transexual que participou como atriz, argumentista e produtora na série online nomeada para os EmmyⓇ Her Story sobre o namoro enquanto mulher transexual, no papel de jovem Anna Madrigal, Daniela Vega, uma mulher transexual e protagonista do filme galardoado com um Óscar Uma Mulher Fantástica no papel de Ysela, o argumentista Thomas Page McBee, e os realizadores Silas Howard e Sydney Freeland. *Nota do editor: Josiah Victoria Garcia deve ser referido como Garcia quando mencionado pelo nome próprio e/ou apelido.
  • O elenco previamente anunciado inclui Laura Linney, atriz candidata ao Óscar e ao EmmyⓇ e distinguida com o prémio SAG e Globo de Ouro, e Olympia Dukakis, atriz vencedora de um Óscar e de um Globo de Ouro. Ambas as atrizes retomam os seus papéis como Mary Ann Singleton e Anna Madrigal. Ellen Page, atriz candidata aos prémios Óscar, BAFTA, Globo de Ouro e SAG, junta-se ao elenco no papel de Shawna. Barbara Garrick regressa como DeDe Halcyon Day.
  • Armistead Maupin’s Tales of the City é uma produção da Working Title Television e da NBCUniversal International Studios para a Netflix. Armistead Maupin e Laura Linney têm a seu cargo a produção executiva da série ao lado de Morelli e Poul e, adicionalmente, Andrew Stearn, Liza Chasin, Tim Bevan e Eric Fellner da Working Title. Michael Cunningham, autor do romance vencedor do Pulitzer As Horas (trad. Fernanda Pinto Rodrigues, Lisboa: Gradiva, 2000) colabora como a função de produtor na qualidade de consultor.
  • Poul foi o produtor do título original Tales of the City e o produtor executivo das sequelas More Tales of the City e Further Tales of the City, que foram distinguidas com um prémio Peabody e várias nomeações para os EmmyⓇ.
  • A minissérie Original Netflix de 10 episódios estreará em 2019.
  • Resumo: inspirado nos livros de Armistead Maupin, este próximo capítulo, Armistead Maupin’s Tales of the City, acompanha a história de Mary Ann (Laura Linney), que regressa a sua casa em São Francisco e se reúne com a sua filha (Ellen Page) e com o seu ex-marido Brian vinte anos após tê-los abandonado para seguir a sua carreira. Ao fugir da crise de meia idade que a sua vida, aparentemente perfeita, no Connecticut originou, Mary Ann regressa a casa e à família que escolheu, e não tarda em ser atraída para a órbita de Anna Madrigal (Olympia Dukakis) e dos residentes do n.º 28 em Barbary Lane.

Acerca de Tales of the City

Tales of the City começou por ser uma coluna da autoria de Armistead Maupin publicada pelo San Francisco Chronicle. Maupin é o autor de onze romances, incluindo a obra de nove volumes Tales of the City, que deu origem a três minisséries para televisão de Tales of the City com Laura Linney e Olympia Dukakis no elenco. Alan Poul foi o produtor das primeiras três adaptações (Tales of the City, More Tales of the City, Further Tales of the City) que valeram um prémio Peabody e várias nomeações para os Emmy.

Netflix

A Netflix é o serviço líder mundial de entretenimento pela internet. Presente em mais de 190 países, conta com 130 milhões de adesões pagas de membros que usufruem de séries, documentários e filmes numa ampla variedade de géneros e idiomas. Os membros podem ver o que quiserem, quando quiserem e onde quiserem, em qualquer ecrã com ligação à internet. Podem ver, parar e continuar a ver, sem anúncios nem compromissos.

Working Title

Produtora do thriller de espionagem "London Spy" e da comédia dramática "You Me and the Apocalypse", a Working Title Television é uma produtora com escritórios em Londres e em L.A., líder e especializada em produções de ficção de alta qualidade. A Working Title Television conta no seu portefólio com títulos como "Mary & Martha: Unidas Pela Esperança", com argumento de Richard Curtis, realizado por Phillip Noyce com elenco composto por Hilary Swank e Brenda Blethyn, a minissérie "O Canto do Pássaro", aclamada pela crítica e galardoada com um BAFTA, protagonizada por Eddie Redmayne e adaptada por Abi Morgan, e o sucesso da BBC One "Pequenos Heróis, Grandes Sarilhos". Esta empresa produtora conta ainda com títulos como o drama psicológico "Gypsy" para a Netflix; a fantasia cómica "Yonderland", "True Love", "The Secrets" e "Era Uma Vez um Rapaz". No Reino Unido, encontra-se atualmente a desenvolver uma versão para televisão do romance "The Luminaries" de Eleanor Catton e galardoado com o prémio Man Booker, e formou parceria com a NBCUniversal International Studios para uma nova versão para televisão de "Hanna". A Working Title Television é uma "joint venture" entre a NBCUniversal International Studios, Tim Bevan e Eric Fellner.

NBCUniversal International Studios

A NBCUniversal International Studios fornece conteúdo internacional premiado a milhões de espetadores no mundo inteiro. Com sede em Londres, a empresa engloba produtoras internas como a Carnival Films, criadora do fenómeno global "Downton Abbey" e de "Stan Lee’s Lucky Man", a Monkey, produtora dos reality shows "Made in Chelsea" (galardoada com um BAFTA) e "The Real Housewives of Cheshire", e da produtora australiana Matchbox Pictures, vencedora do prémio "Media Super Production Business of the Year" (Empresa de Superprodução de Multimédia do Ano) atribuído pela Screen Producers Australia (SPA), e criadora das séries de drama aclamadas pela crítica "Nowhere Boys", "Falha", "The Slap" e "Seven Types of Ambiguity". A International Studios também produziu o drama policial "Gone" em parceria com a RTL e a TF1 e encontra-se atualmente a produzir uma nova versão televisiva de "Hanna". Além disso, a NBCUniversal International Studios faz parte de uma "joint venture" de produção com a Heyday Television e detém uma participação da LARK Productions Canada. A empresa também gere uma vertente de Formatos Internacionais, que licencia conteúdo em mais de 70 territórios no mundo inteiro, incluindo títulos chave como "World of Dance", "Top Chef", "Suits" e "House".

Início