Índice de Velocidade de ISP para a Netflix – Dados de janeiro de 2019

Apresentamos aqui alguns destaques obtidos dos dados relativos a janeiro do Índice de Velocidade de ISP para a Netflix, no âmbito da nossa atualização mensal às informações relativas aos ISP (Internet Service Providers) que proporcionam a melhor experiência de streaming da Netflix, em horário nobre.

Alguns ISP (Internet Service Providers) registaram diminuições significativas no índice deste mês. O maior declínio foi observado pela 099 Primo Communications de Israel, cujas velocidades caíram 0,75 Megabits por segundo (Mbps), diminuindo a sua velocidade média mensal para 2,72 Mbps, em relação aos 3,47 Mbps registados em dezembro de 2018. Outros declínios notáveis foram registados nas seguintes operadoras:

  • A média mensal da Türk Telekom (Turquia) caiu para 2,33 Mbps (em relação aos 2,95 Mbps registados no mês anterior);
  • A média mensal da STC (Arábia Saudita) diminuiu para 2,79 Mbps (em relação aos 3,14 Mbps registados no mês anterior);
  • A média mensal da A1 (Áustria) baixou para 3,30 Mbps (em relação aos 3,69 Mbps registados no mês anterior); e
  • A média mensal da C Spire (EUA) caiu para 3,12 Mbps (em relação aos 3,54 Mbps registados no mês anterior).

As médias mensais também diminuíram nos ISP de vários outros países:

  • Nas Filipinas, as médias mensais diminuíram para a PLDT (queda para 2,29 Mbps em relação aos 2,70 Mbps do mês anterior), para a Converge ICT Solutions (queda para 2,82 Mbps em relação aos anteriores 3,27 Mbps), e para a Globe (queda para 2,23 Mbps em relação aos anteriores 2,85 Mbps).
  • Os declínios de velocidade na Hungria incluem a invitel (queda para 2,62 Mbps em relação aos 3,10 Mbps registados no mês anterior) e a Telekom (queda para 2,98 Mbps em relação aos anteriores 3,59 Mbps).
  • Em Taiwan, as médias de velocidade continuaram a registar um declínio em relação a dezembro para a TBC (queda para 2,81 Mbps em relação aos 3,32 Mbps registados no mês anterior) e para a So-net (queda para 2,32 Mbps em relação aos anteriores 2,85 Mbps). Já para a FarEasTone, a média mensal diminuiu para 2,35 Mbps, face aos 2,87 Mbps registados em dezembro.

Em relação aos aumentos, a Mundo Pacifico (Chile) registou a maior subida no índice, colocando a sua média mensal nos 3,54 Mbps, uma subida em relação aos 3,22 Mbps registados em dezembro.

Relativamente ao nosso ranking de países, as alterações mais notáveis na tabela incluem:

  • A subida de seis posições do Canadá para a 20.º lugar (em relação ao 26.º que ocupava em dezembro);
  • A descida de cinco posições da Malásia para o 26.º lugar (em relação ao 21.º que ocupava no mês anterior);
  • A descida de cinco posições da Turquia para o 47.º lugar (em relação ao 42.º que ocupava no mês anterior); e
  • A descida de sete posições das Filipinas para o 57.º lugar (em relação ao 50.º que ocupavam no mês anterior).

Por último, com o aumento da oferta, no mundo inteiro, de internet por fibra ótica de tecnologia FTTH (Fiber to the Home), o Índice de Velocidade de ISP contém agora um número mais elevado de ISP que se dividem em dois tipos de entidades: fibra ótica e DSL ou Cabo. Estamos a utilizar este modelo de representação para melhor ilustrar o mercado de ofertas de internet de entre as quais os consumidores podem escolher, e que está em constante evolução. Esta divisão não altera a nossa metodologia e decidimos diferenciar estas entidades quando os ISP oferecem o produto como uma oferta separada e publicitada para os consumidores. A nível técnico, os próprios ISP estão a ajudar-nos a identificar o tráfego fornecido por cada entidade. De modo a assegurar a disponibilidade para o consumidor, procuramos recolher uma quantidade razoável de dados sobre cada tipo de entidade antes de as adicionarmos ao índice.

São exemplos de adições de fornecedores de tecnologia FTTH ao índice a Algar Fibra no Brasil, a Entel Fibra no Chile, a Vodafone Fibra em Espanha, a Claro na Argentina e a Movistar Fibra no Chile e na Argentina. Serão de esperar mais divisões deste tipo no índice, sendo que a oferta de tecnologia FTTH está a crescer e a abranger cada vez mais lares.

O Índice de Velocidade de ISP para a Netflix é uma medida do desempenho da Netflix em horário nobre em determinado ISP e não uma medida do respetivo desempenho global para outros serviços/dados que possam usar a rede do ISP em questão. Um desempenho mais rápido da Netflix significa normalmente melhor qualidade da imagem, tempos de arranque mais rápidos e menos interrupções. Para testar a velocidade da sua Internet, visite http://FAST.com em qualquer navegador ou transfira a aplicação FAST Speed Test para iOS ou Android.

Bao Nguyen

Bao Nguyen é membro da equipa de comunicação da Netflix.

Mais de Blogue da empresa

Início