Jogar para doar: Extra Life reúne voluntários da Netflix Volunteers por uma causa maior

Como um problema de saúde na família de um engenheiro da Netflix inspirou um evento de captação de recursos em três cidades.

No mês passado, funcionários da Netflix de três cidades americanas se voluntariaram para captar dinheiro para a Extra Life, uma organização sem fins lucrativos que possibilita que games apoiem a rede de hospitais Children's Miracle.

Fundada em 2008, a Extra Life arrecada fundos por meio do dinheiro da inscrição de voluntários que participam de um dia de jogos (que podem variar de videogames a jogos de tabuleiro). A organização também pede à família e aos amigos dos gamers que doem dinheiro para apoiar seus esforços (é como pedir a alguém que patrocine um evento de triatlo, mas mais divertido). O dinheiro arrecadado é destinado a 170 hospitais infantis nos Estados Unidos e no Canadá. Cada hospital poderá utilizar a quantia da maneira que escolher. Até agora, a Extra Life já conseguiu mais de US$ 50 milhões para os 10 milhões de crianças que atende. 

O engenheiro de software Brian Moyles, um veterano com oito anos de Netflix, que trabalha em Los Gatos, na Califórnia, organizou o primeiro evento Extra Life na Netflix, em 2016. Moyles se inspirou em sua própria história: em 2015, sua filha de 7 meses, Abigail, foi diagnosticada inesperadamente com um distúrbio cardíaco. Ela teve que ser sedada e colocada em uma máquina de circulação extracorpórea.

Abigail permaneceu hospitalizada na UTI do Hospital Infantil de Stanford pelos dois meses seguintes. Durante o período, suas cordas vocais foram acidentalmente paralisadas, e ela teve que ser alimentada por meio de um tubo gástrico. Quando conseguiu voltar para casa, usava tubos de alimentação. Foram necessários vários meses para que se recuperasse completamente. "Isso aconteceu quatro anos atrás, e as coisas estão bem agora", diz Brian.

A experiência teve um impacto duradouro sobre ele e sua família. "Essa experiência foi, com certeza, a mais penosa e difícil da minha vida até hoje", diz Moyles. “Mas, por mais duro que tenha sido para nós, minha esposa e eu estávamos cercados por outros pais com filhos em condições semelhantes ou, em muitos casos, piores, com mais incerteza envolvida. Isso nos transformou e mudou nosso relacionamento um com o outro, nosso relacionamento com nossos filhos, família, amigos e o mundo.”

O evento Extra Life da Netflix, em Los Gatos, foi realizado em 9 de novembro.


Para sua esposa, Danielle, isso significou se tornar uma enfermeira. Para Moyles, significou o lançamento da Extra Life na Netflix. Ele afirma que se sentiu capacitado para dar prosseguimento à ideia graças à cultura da empresa. "A Netflix, mais do que qualquer organização em que trabalhei, oferece muita liberdade e autonomia em troca de confiança e responsabilidade", diz ele.

O pequeno grupo de voluntários superou a meta de captação de recursos de US$ 5.000 no primeiro ano  graças, em parte, ao programa em que a Netflix complementava doações de funcionários. As conversas sobre a realização do evento seguinte tiveram início logo depois. "Essa agitação pós-evento e o entusiasmo para o próximo ano me fizeram acreditar que poderíamos transformar isso em algo maior do que todos nós", disse ele.

Desde então, a Extra Life se tornou um evento anual para os funcionários da Netflix, que já cresceu em tamanho e atribuições. No ano passado, os funcionários da Netflix arrecadaram mais de US$ 25.000 e neste ano foram US$ 32.000. O evento também evoluiu para incluir familiares e amigos de voluntários da Netflix. A Extra Life 2019 atraiu cerca de 100 funcionários, amigos e familiares.

A maior mudança foi o lançamento de dois novos eventos, nos escritórios de Los Angeles e Salt Lake City. Embora Moyles diga que a expansão geográfica "veio com seus próprios desafios", ele pôde contar com colegas nos dois escritórios que estavam dispostos a participar. 

Antes do início do evento, vários voluntários da Extra Life do escritório da Netflix em Salt Lake City visitaram o Hospital Primary Children para conferir como os fundos arrecadados estavam sendo utilizados.

Da esquerda para a direita: Daniel Jepperson, Austin Smith, Griffin Johnson e Gregory Montague, com Julia Saxton (centro), do Hospital Primary Children.

“É um trabalho muito importante o que está acontecendo aqui, do tipo que muda a vida das pessoas para sempre. Nós nos sentimos muito felizes por fazer parte disso”, disse o analista de pesquisa Austin Smith. "Esperamos que, de alguma forma, nosso evento e nossa contribuição sejam usados para aliviar a dor de alguém no dia mais difícil de sua vida."

Mantendo o espírito gamer da Extra Life, o Hospital Primary Children, em Salt Lake City, usou suas doações do Extra Life de 2018 para comprar um Xbox One X para cada quarto. Os pacientes podem jogar uns com os outros em um servidor privado, mesmo quando estão isolados devido à sua condição.

"É inestimável para o sucesso de nossa missão que uma empresa como a Netflix tenha contribuído para os Hospitais CMN ", disse Julia Saxton, diretora do Programa da Rede Children’s Miracle no Hospital Primary Children. "E, na verdade, trata-se de muito mais do que apenas dinheiro. É sobre a mensagem de apoio que é apresentada às crianças e famílias em nossas comunidades locais. "

Além de ajudar a arrecadar dinheiro para uma causa importante, Moyles diz que os eventos Extra Life ajudaram a criar laços com seus colegas da Netflix em outros departamentos e escritórios.

"É muito trabalho, mas acaba sendo divertido", diz ele. "Consegui conhecer e trabalhar com pessoas incríveis em toda a empresa, o que provavelmente não teria ocorrido de outra forma. É bom poder ajudar pessoas necessitadas e promover mudanças".

O que vem pela frente? Moyles gostaria que a presença da Extra Life da Netflix se expandisse para o exterior. “Acima de tudo, eu adoraria ver isso se transformar em outra tradição da Netflix, como outros eventos aqui que começaram pequenos e cresceram de tal forma que agora fazem parte do DNA da empresa."���

-- Kate Stanhope

Kate Stanhope integra a equipe de comunicação da Netflix.

Fotos cortesia de Simpson Yiu e Austin Smith

Mais de Blog corporativo

Top